13 militares e dois cães condecorados por serviços relevantes a Portugal

gnr_caes.jpgGNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) condecorou hoje 13 militares e dois cães por serviços relevantes prestados a Portugal, no decorrer da cerimónia de comemoração do 96º Aniversário da GNR, em Belém, Lisboa.

A GNR condecorou o coronel Helmano Paredes – segundo-comandante da brigada territorial número cinco de Coimbra – com a Grã-Cruz de Mérito Militar de primeira classe, «por serviços prestados a Portugal».

Foram agraciados com a medalha de Serviços Distintos de Segurança Pública, grau prata, o coronel António Porfírio (chefe de transmissões), o coronel Adriano Cunha (da Escola Prática da GNR), o coronel António Tomás (da Brigada Fiscal) e o sargento Dias Amaro (Brigada de Trânsito).

Esta condecoração foi atribuída por «actos colectivos de coragem, bravura, dedicação e energia ao serviço da população».

Com a Medalha de Mérito de Segurança Pública de primeira classe foi agraciado o tenente-coronel Pedro Almeida, enquanto o sargento- mor Arménio Moreira recebeu a de terceira classe e o cabo-chefe Alberto Teixeira a de quarta-classe.

Os comandantes dos postos de Ceia, Soure e Pias, respectivamente o sargento Ildefonso Costa, o sargento Vieira Marques e o cabo Manuel Nogueira receberam o Prémio General Farinha Beirão, por «serviços prestados nos postos que comandam».

Os cães da GNR «Margarida” e “Buggy» receberam a Medalha da Sociedade Protectora dos Animais, grau ouro, por terem salvo 19 pessoas com vida e encontrado 17 cadáveres.

A cadela Margarida salvou 15 pessoas enquanto a Buggy resgatou com vida quatro pessoas. As missões de busca e salvamento em que a «Margarida» e a «Buggy» estiveram envolvidas decorreram em Portugal, Irão, Argélia, Marrocos e Itália.

Os seus treinadores, cabo Joaquim Rosa e primeiro-sargento Freitas Silva, foram agraciados com a Medalha da Sociedade Protectora dos Animais, no grau prata.

A Guarda Nacional Republicana, que hoje comemora 96 anos, foi criada por decreto real a 10 de Dezembro de 1801, com o nome de Guarda Real de Polícia.

A Guarda Real de Polícia foi extinta em 1834 e criada a Guarda Municipal de Lisboa na mesma data que é transformada para Guarda Nacional Republicana a 3 de Maio de 1911.

[(c)Sol – 03-05-2007]

Anúncios



    Deixe uma Resposta

    Please log in using one of these methods to post your comment:

    Logótipo da WordPress.com

    Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

    Facebook photo

    Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

    Google+ photo

    Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

    Connecting to %s



%d bloggers like this: